sábado, 30 de agosto de 2014

Explorações Gastronómicas: Cantina das Freiras





Dia folga a meio da semana é, geralmente, dia de explorações pela cidade de Lisboa. A parte boa é que há sempre qualquer coisa que ainda não descobri ou visitei e, esta semana, voltei-me para a gastronomia.

A Susana do blog Ao Virar da Esquina já me tinha falado de uma cantina algures em Lisboa onde se come "bem e barato" e, na semana passada, acrescentou dois outros sítios a não perder: uma esplanada num terraço em Lisboa, e uma fábrica de pastéis de nata na Baixa. 


Comecemos então pelo almoço na Cantina das Freiras

Onde fica ?
Conhecem a Brasileira ? Comecemos então a partir daí. 



Entram na Rua Serpa Pinto (indicada com a seta) e seguem sempre em frente.
Irão passar o Largo de São Carlos e o Museu do Chiado. 

Chegados ao cruzamento com a Rua Vítor Cordon, atravessam para o outro lado e seguem em frente.

Chegando então ao outro lado da estrada, estarão na Calçada do Ferragial.
Andam alguns metros e viram na primeira à esquerda.

Ora aqui está! 
Provavelmente quando aqui chegarem já ouvem o som dos talheres (foi assim que eu percebi 
que estava perto). No cimo das escadas, viram à vossa esquerda e depois é só procurar o n.º 1. 




Como é ?



Pessoalmente gostei bastante. Principalmente porque só nos apercebemos da relíquia que é quando lá chegamos.

Assim que transpomos a porta de entrada, é este o cenário.
Hum... 

Existem vários menus à escolha:
Menu Falua: 1 fatia de quiche + salada = 2.90 €
Menu Caravela: Omelete + Salada = 2.50 €
Menu Cruzeiro: pão + prato + sopa ou sobremesa = 6.50 €
Menu Fragata: sopa + baguete mista = 3.50 €


Como o elevador não é aconselhado a claustrofóbicos,
fui pelas escadas e encontrei este cartaz.



E eis-nos finalmente na Cantina propriamente dita ...


Podemos escolher entre comer na esplanada ou nesta sala
(é muito maior do que parece e há mais lugares por trás de mim)

E, como estamos numa cantina, tiramos o tabuleiro e escolhemos um dos
dois pratos do dia: carne ou peixe.



Depois, é só pegar no tabuleiro, sair e pensar: como é que eu ainda não tinha vindo aqui ?!








Comi uns belos croquetes com arroz de cenoura e uma gelatina e será, sem dúvida, um sítio onde espero voltar em breve! 


[para a próxima digo-vos onde encontrar a tal esplanada e os pastéis de nada]



1 comentário:

  1. Ultimamente ando a explorar a Rua Cândido dos Reis em Cacilhas. Tem optimos restaurantes, bons e baratos e é uma zona pedonal muito animada! Para quem está do lado de Lisboa acaba por ser um passeio engraçado se decidir ir até lá de Cacilheiro! Prometo fazer uns posts com essas descobertas.

    ResponderEliminar